Voltar para o site

People Analytics: O que é e como funciona?

People analytics é um método para gerenciar colaboradores de empresas, também conhecido como análise de pessoas ou análise de RH. Várias empresas utilizam para melhorar a performance das equipes.

Focar em todos os âmbitos do negócio inclui a gestão dos colaboradores, principalmente porque a gestão eficiente de pessoas tornou-se um diferencial competitivo crucial. O relatório Tendências de Capital Humano de 2017 feito pela Deloitte indicou entre entrevistados brasileiros – donos de grandes empresas e líderes de Rh – que o people analytics é uma ferramenta importante e que afeta positivamente nos resultados da empresa.

Vamos explorar este conceito e entender seu funcionamento.

 

O que é People Analytics?

People Analytics é um método baseado em dados que visa otimizar a gestão de recursos humanos. Através da coleta, análise e interpretação de dados relacionados aos colaboradores, é possível tomar decisões estratégicas. Desta forma, ações podem ser ajustadas para melhorar a produtividade, o engajamento e a retenção de talentos.

Ficou mais conhecido no Brasil a partir de 2010 com o curso de pós-graduação da Fundação Instituto de Administração (FIA). No entanto, o termo se popularizou devido a Mike West, fundador do People Analytics no Google. Este não é o primeiro registro do termo, anteriormente houveram empresas que já aplicavam o método, mas sem tanta popularidade.

Com a análise de pessoas os gestores compreendem as individualidades de cada participante da sua equipe, assim atribui atividades e cargos adequados. Além disso, também permite identificar aqueles que estão satisfeitos ou não em seu cargo, tomando decisões conscientes para adequar suas atribuições.

+ Motivos para implementar um BPM na empresa

 

Como funciona o People Analytics?

O processo de People Analytics envolve várias etapas que, quando bem executadas, resultam em insights para tomar decisões estratégicas para a organização.

Abaixo, estão os principais passos:

 

1. Coleta de dados

Diversas fontes de dados são utilizadas, incluindo feedback dos funcionários, avaliações de desempenho, dados de recrutamento e até mesmo interações nas redes sociais corporativas. Estes dados são coletados de maneira contínua e sistemática.

 

2. Análise de dados

Após a coleta, os dados são analisados utilizando técnicas estatísticas e algoritmos de machine learning. Esta análise ajuda a identificar padrões, tendências e correlações que não seriam evidentes de outra forma.

 

3. Interpretação dos resultados

Com os dados analisados, insights são extraídos e interpretados. Estes insights fornecem uma visão clara sobre o comportamento dos funcionários, identificando pontos fortes e áreas que necessitam de melhorias.

 

4. Implementação de estratégias

As informações obtidas são usadas para desenvolver e implementar estratégias que visam melhorar a gestão de pessoas. Isso pode incluir programas de treinamento, políticas de bem-estar, entre outras ações.

 

5. Monitoramento e ajustes

O processo não termina com a implementação das estratégias. É essencial monitorar continuamente os resultados e fazer ajustes conforme necessário para garantir a eficácia das ações.

 

Níveis de people analytics

Além do seu funcionamento, a análise de pessoas pode ser implementada em diferentes níveis de sofisticação, dependendo da maturidade da empresa e de seus objetivos específicos.

Confira abaixo os níveis:

  1. Descritivo: Este é o nível básico, onde os dados são utilizados para descrever o que aconteceu no passado. Relatórios de rotatividade de funcionários e pesquisas de satisfação são exemplos de análises descritivas.
  2. Diagnóstico: Neste nível, os dados são analisados para entender por que certos eventos ocorreram. Por exemplo, identificar as causas principais da alta taxa de rotatividade em um departamento específico.
  3. Preditivo: Aqui, modelos estatísticos e algoritmos de machine learning são utilizados para prever futuros eventos. A previsão de quais funcionários têm maior probabilidade de deixar a empresa é um exemplo de análise preditiva.
  4. Prescritivo: O nível mais avançado, onde as análises fornecem recomendações sobre ações específicas a serem tomadas. Este nível ajuda na tomada de decisões estratégicas, como a melhor maneira de alocar recursos de treinamento.

 

Benefícios do people analytics

A adoção do People Analytics oferece diversos benefícios para as empresas. Entre os mais notáveis, estão:

  • Decisões baseadas em dados
  • Aumento da produtividade
  • Melhoria na retenção de talentos
  • Otimização dos processos de recrutamento

Sendo assim, este método representa uma revolução na gestão de pessoas. Por meio de decisões mais assertivas é possível melhorar o desempenho e o ambiente de trabalho entre as equipes.

+Líderes de TI afirmam: A automação de processo reduz os erros

 

Conheça o Next BP: Uma suíte para administrar sua equipe

Potencialize a produtividade da sua equipe com o Next BP, uma suíte completa de módulos. Com ele a comunicação entre as equipes é mais rápida e efetiva, além de possuir uma rede colaborativa para interação com os colaboradores.

Implemente uma solução inovadora na sua empresa. Agende uma demonstração gratuita aqui.

Marketing

Marketing

Inscreva-se e fique por dentro dos melhores conteúdos!

Seus contatos serão utilizados para envio de e-mails, sendo possível o cancelamento da inscrição a qualquer momento.

Categorias
Materiais

Precisa de ajuda?

Escolha um canal de atendimento para entrar em contato com o nosso time de suporte!

WhatsApp

Contate-nos pelo WhatsApp selecionando 'Suporte' no menu (opção 1).

Chamados

Faça login no portal Next SI para abrir o ticket de chato via plataforma.

Já é nosso cliente? Aproveite os nossos recursos disponíveis!

Plataforma EAD

Aproveite os treinamentos online na plataforma EAD que nós preparamos para a sua empresa!

Consultoria de processos

Precisa de uma consultoria de mapeamento de processos? Nós contamos com profissionais dedicados para isso.